sábado, 1 de agosto de 2009

«Pensar é experimentar, operar, transformar, com a única reserva de uma verificação experimental, na qual não intervêm senão fenómenos altamente «trabalhados», e que os nossos aparelhos mais que registarem, produzem. Daí toda a espécie de tentativas vagabundas.»
( Merleau-Ponty em "O olho e o espírito").

Estas são as minhas tentativas "vagabundas"....

2 comentários:

  1. Depois de devorar as páginas de um autor desconhecido,nada nos fará melhor do que percorrer a liberdade sinuosa desta página flutuante, dançante, inquietante da Susanomania. Aí onde se inscrevem os traços esquizofrénicos do território desterritorializado da arte do futuro/do futuro da arte.
    Continua com os dedos cravados na tela....

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir